Logo branco.png

BLOG

  • annakarina0

"Grupo Troca Logística' expande setor aéreo para Franca



O Grupo Troca Logística, com sede no Rio Grande do Sul, anuncia a expansão de sua divisão aérea para Franca (SP). Especializada em atender representativos players do setor coureiro-calçadistas feminino no Vale do Sinos (RS), a empresa escolhe Franca como primeira cidade para expandir sua divisão aérea, em operação há um ano na sede em Porto Alegre e em Campo Bom (RS). A partir do mês de abril, o Grupo Troca passará também a transportar cargas em aeronaves comerciais a partir de Franca, com rapidez para todo o Brasil. Assim, estará conectando um dos polos de produção de calçados femininos, Campo Bom, a 56 quilômetros da Capital do RS, com Franca, responsável pelos masculinos.


Para 2021, o mercado espera recuperar, pelo menos, parte da queda de cerca de 21% ocorrida em 2020, de acordo com dados da Abicalçados, devido à pandemia provocada pela Covid-19. A aposta é de que a as mais de 500 fábricas localizadas na região nordeste de São Paulo sejam essenciais para a decolagem do setor calçadista do País.


A empresa gaúcha atende por malha rodoviária mais de 250 municípios entre Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará e poderá interligá-los com maior eficiência e agilidade porque os espaços para cargas na aviação comercial vêm aumentando apesar do cenário de pandemia. "Há muita oportunidade para crescer", garante o gestor responsável pela Divisão Aérea do Grupo Troca, Rodrigo Simon. De acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês), as companhias aéreas transportam em nível mundial mais de 52 milhões de toneladas de mercadorias por ano, representando mais de 35% do comércio global em valor, mas menos de 1% do comércio mundial em volume. Isso equivale a US ﹩ 6,8 trilhões em mercadorias anualmente ou US ﹩ 18,6 bilhões em mercadorias todos os dias.


O planejamento da empresa prevê expandir a divisão aérea para Campinas e Guarulhos, após a consolidação em Franca. Deste modo, o atendimento rodoviário da empresa no Estado de São Paulo terá a diversificação modal, de acordo com a necessidade dos seus clientes.


Além do setor coureiro-calçadista, o Grupo Troca também atende à indústria metalúrgica, hospitalar, de medicamentos, entre outras. Para a empresa, a confiança e a capacidade em atender demandas urgentes e específicas são sua especialidade, como aponta Simon. "A confiança no fornecedor de logística faz muita diferença e traz a certeza de entregas ágeis, com prazos garantidos e atendimento personalizado. Este é um quesito primordial para o sucesso de qualquer operação", afirma o executivo.


Crédito da imagem: Divulgação

15 visualizações0 comentário