Logo branco.png

BLOG

  • annakarina0

Log-In Logística Intermodal tem lucro líquido de R$ 133,4 milhões



A Log-In Logística Intermodal , empresa 100% brasileira, de soluções logísticas, movimentação portuária e navegação de cabotagem e longo curso, divulgou nesta terça-feira (9/3), os resultados referentes ao quarto trimestre e o consolidado de 2020. Em meio ao cenário extremamente desafiador, a Log-In performou com resiliência e atingiu números muito significativos, com recordes históricos em todos os seus negócios.


De outubro a dezembro, a empresa registrou lucro líquido de R$ 133,4 milhões, alta de 888% sobre o mesmo período do ano anterior. Em 2020, o lucro ficou em R$ 13 milhões. Já a Receita Operacional Líquida foi de R$ 321,8 milhões, 21,3% acima do quarto trimestre de 2019, e o EBTIDA alcançou a marca recorde de R$ 104,5 milhões, 71,6% superior. No acumulado do ano, a Log-In superou as metas planejadas pré-pandemia e atingiu receita líquida recorde de R$ 1,1 bilhão e EBITDA de R$ 309,5 milhões, 24,7% maior que 2019.


De acordo com o diretor-presidente da Log-In, Marcio Arany, a companhia encerrou 2020 retomando os volumes obtidos antes da pandemia e ainda mais preparada para enfrentar novos desafios e aproveitar oportunidades. "Aumentamos a base de clientes, ampliamos volumes e expandimos o mix de cargas, tornando nossa carteira mais diversificada e robusta. Além disso, lançamos serviços para melhorar a experiência do cliente e a gestão da carga de forma mais eficiente. Outro ponto que vale destacar é que, apesar das adversidades enfrentadas ao longo do ano, não deixamos de operar um dia sequer em nossos navios e terminais", afirmou Arany.


Navegação

Em 2020, a Log-In entregou melhores volumes na Navegação, com crescimento nos serviços de Feeder e Cabotagem. A boa performance foi refletida na Receita Operacional Líquida recorde de R$ 260,3 milhões no quatro trimestre, 21,6% maior na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já o EBITDA somou R$ 91,3 milhões, uma alta de mais de 100% sobre 2019. No consolidado anual, o EBITDA da Navegação respondeu por R$ 270,6 milhões, crescimento de 34,5%.


Um dos destaques de 2020 na Navegação foi a aquisição do navio Log-In Endurance, período em que a Log-In passou a operar com 100% de frota própria. Também lançamos a nova rota Paraguai, com escala no porto de Assunção e conexão marítima em Buenos Aires, possibilitando a ligação dos principais portos do Brasil ao Paraguai.

Somente no quarto trimestre, a Navegação da Log-In transportou 105 mil TEUs de contêineres contra 88,7 mil TEUs no quatro trimestre de 2019, um incremento de 18,4%. Entre as principais cargas movimentadas no período podemos destacar: alimentos e bebidas, químicos e petroquímicos, eletroeletrônicos, papel, celulose, madeira, MDF, produtos de higiene e limpeza, e embalagens. No consolidado do ano foram movimentados um total de 370,3 mil TEUs de contêineres.


Terminal Portuário de Vila Velha

2020 foi o ano em que o nosso terminal portuário de Vila Velha se consolidou como multipropósito, diversificando seu portfólio com uma maior movimentação de carga geral (granel), especialmente de produtos siderúrgicos. Um período de resultados bastante expressivos e o terminal seguiu superando recordes históricos no EBITDA: R$ 30,2 milhões no quarto trimestre (+72,6%) e R$ 97,3 milhões no consolidado do ano (+21,5%).


Já a Receita Operacional Líquida atingiu R$ 57,3 milhões no último trimestre de 2019 (+29,3%) puxada por um melhor mix de carga geral. Em relação a volumes, de outubro a dezembro, o terminal alcançou a marca de 50,1 mil TEUS de contêineres movimentados, enquanto que as cargas gerais responderam por 114,9 mil toneladas no mesmo período, e 509,1 mil toneladas ao longo de todo ano de 2020. O terminal registrou também um incremento na receita de armazenagem e gestão logística de mercadorias, em complemento aos transportes marítimo e rodoviário, representando nossos primeiros contratos firmados em soluções 3PL.


Hoje, o TVV opera também como prestador de serviços logísticos acessórios para importadores e exportadores, e não somente como um terminal para embarque e desembarque de cargas. Outro destaque do ano foi a renovação da concessão de arrendamento do terminal até 2048, com investimentos previstos da ordem de R$ 120 milhões até 2022.


"Todas as realizações só foram possíveis por uma conjunção de fatores: planejamento, disciplina financeira, competência operacional e trabalho integrado de nossas equipes. Para este ano, seguiremos no firme propósito de construir relações rentáveis e sustentáveis com os nossos clientes, com foco total em segurança e eficiência operacional, suportados por um time extremamente competente e comprometido para entregar os melhores resultados", concluiu Marcio Arany.

0 visualização0 comentário