Logo branco.png

BLOG

  • annakarina0

Seu e-commerce está preparado para a Black Friday ?


Nunca se consumiu tanto no online quanto neste último ano. Após um ano de isolamento social, o e-commerce brasileiro cresceu 40%, segundo o relatório da Conversion. Esse crescimento exponencial gera algumas preocupações com a aproximação de datas como a Black Friday. Afinal, as marcas estão preparadas para o alto volume de acessos e demanda?


Rafael Umann, CEO da Azion, uma das líderes globais de Edge Computing, tecnologia que simplifica a criação de aplicações que exigem tempos de resposta rápidos e capacidade de processamento de dados mais próximo do usuário final em qualquer lugar do mundo, explica que os e-commerces precisam fornecer a melhor experiência de compra aos consumidores, para que não desistam da sua intenção de compra e abandonem o carrinho sem pagar. Além disso, como o volume de tráfego de acesso se multiplica durante a Black Friday, é um desafio manter os e-commerces estáveis durante esse período e lidar com o aumento considerável de pedidos.


Outro ponto importante é proteger os dados dos consumidores e a performance dos sites contra ataques cibernéticos. Quanto mais os negócios migram para o online, mais agentes mal-intencionados encontram oportunidades, e os e-commerces precisam estar preparados para se defender ou bloqueá-los.


"Muitas empresas ainda não conhecem o Edge Computing. Quando se trata de comércio eletrônico, o Edge é essencial se você deseja oferecer uma experiência de compra sem falhas. Nós conseguimos reduzir a probabilidade de rejeição do cliente em 91%, em comparação com as taxas de rejeição de sites que levam até 10 segundos para carregar", explica Rafael.


Por que falar de Black Friday agora?


Na esteira do aumento de ataques cibernéticos a grandes empresas e grupos, preparar o seu e-commerce para uma Black Friday segura é mais do que um diferencial, passa a ser uma necessidade básica. Os ataques DDoS, por exemplo, aumentaram 71% no primeiro trimestre de 2020, segundo os dados do Threat Report | Distributed Denial of Service (DDoS) (NexusGuard).


"Quase todos os e-commerces capturam dados de login e informações do seu cartão de crédito. Por isso, promover um ambiente seguro e confiável exige um tempo de no mínimo três meses de antecedência para que planejem e implementem a tecnologia necessária", relata Rafael Umann.


Este ano, a Black Friday será no dia 26 de novembro e a expectativa do varejo é positiva, uma vez que os dois dias da Black Friday 2020 fecharam com vendas totais de R$ 4,02 bilhões no e-commerce, representando um crescimento de 25,1% em relação a 2019, segundo os dados da Ebit | Nielsen.


"Temos uma expectativa de receita muito grande para este ano, uma vez que as mudanças de hábitos de consumo indicaram que o brasileiro está cada vez mais adepto a compras online. Por isso, é importante preparar o seu e-commerce com antecedência para garantir segurança aos seus clientes e, também, para estar na frente dos concorrentes", finaliza. Crédito da imagem: Pixabay.

0 visualização0 comentário